Pastor é preso após confessar manter relação com menina de 12 anos em SP

Um pastor de 38 anos, de uma igreja evangélica em Itanhaém, no litoral de São Paulo, foi preso nesta segunda-feira (25), após confessar manter relações sexuais com uma menina de 12 anos que frequentava o templo religioso no bairro Jardim Coronel. Segundo o homem, os dois se envolviam há aproximadamente dois meses.

De acordo com informações obtidas pelo g1 nesta terça-feira (26), o caso chegou ao 2° Distrito Policial de Itanhaém na manhã de segunda. O caso foi apresentado por duas testemunhas para quem o pastor revelou manter o relacionamento amoroso, que inclusive julgou ser errado.

De acordo com a polícia, Luiz Alberto Pacifico Soares é casado, tem uma filha, e a família não sabia sobre o envolvimento dele com a menor. Diante da situação, as testemunhas teriam informado sobre o relacionamento à mãe da vítima e, depois, seguido à unidade policial.

A partir do relato que configura crime, equipes de polícia foram até o endereço da família da vítima de 12 anos. A mãe conversou com a filha, que confirmou a situação, afirmando ter mantido relações sexuais, sem preservativo, com o pastor em dois encontros.

Segundo o investigador à frente do caso, o religioso se encontrava com a menor nos fundos de uma casa em construção, que fica em frente à residência da vítima.

Após a menina confirmar o crime, mãe, vítima, testemunhas e o pastor foram encaminhados ao Distrito Policial, onde foi registrada a ocorrência.

Segundo informações obtidas pelo g1, inicialmente o pastor não quis confessar o crime, mas, depois de ser indagado e ver provas sobre o caso, admitiu manter o relacionamento amoroso com a menina e afirmou que este acontecia há aproximadamente dois meses.

Após o registro e a confissão do pastor, o caso foi encaminhado ao Ministério Público, que expediu o mandado de prisão preventiva contra o homem de 38 anos. Ele foi detido e encaminhado à cadeia pública de Peruíbe ainda na segunda-feira. O g1 contatou a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP), mas não recebeu retorno até a última atualização desta reportagem.

Artigo anteriorFecomercioSP: varejo paulista cresce 5,5% em janeiro na comparação anual
Próximo artigoPesquisa revela mecanismo ligado ao agravamento da Covid-19 nos pulmões

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui